O F5 – Festival de Cultura Independente de Contagem é um festival produzido independentemente por pessoas da sociedade civil, artistas, agentes culturais e colaboradores. O F5 acontece na cidade de Contagem com o objetivo de reunir os artistas para construírem uma cena artística local, em uma cidade carente de politicas publicas para a cultura e Arte. E também criar público, com estrategias para chegar até aos locais mais inacessíveis. Uma das funções mais importante do festival, e que acontece em todas as ações, é o caráter de formação compartilhando conhecimento. Assim o festival vem há dois anos atualizando essa cena e tornando visível e fortalecendo uma identidade na produção artística local, constantemente em construção.

O objetivo do festival é atualizar a cena cultural da cidade, sendo um espaço para a produção local ser reconhecida e valorizada. Cuidando para que o acesso a arte e cultura da população seja desburocratizado, mostrando a possibilidade de produzir arte de forma independente e levando-a para rua. Durante 10 dias a cidade de Contagem é ocupada em diversos lugares, centrais e periféricos, com atividades culturais e artísticas gratuitas em locais públicos e abertos, com uma programação com diversas linguagens artísticas.
O festival F5 surgiu a partir de discussões realizadas no Fórum Popular de Cultura – movimento cultural da cidade de Contagem (MG) – formado por artistas que atuam na cidade e pessoas da sociedade civil que se interessam pela área da cultura.

Organização e produção:

O F5 é organizado a partir de reuniões abertas entre artistas, produtores e sociedade civil interessada, que será orientada pelos que tiveram a experiência de produzir o festival nos anos anteriores. Assim desenvolvendo coletivamente uma programação democrática que contemple a produção local e dialogue com a realidade da cidade. Nas reuniões organizacionais propomos não apenas encaixar os artistas na programação mas coletivamente refletir sobre a produção cultural da cidade a partir dos trabalhos apresentados pelos artistas participantes. A participação nas reuniões é essencial para que o artista possa se integrar á programação. Nas reuniões teremos todos os artistas trocando experiências e participando ativamente da construção do festival e da programação, essa vivência também proporcionará o reconhecimento entre os participantes, e a emersao da identidade da arte feita em contagem e da nossa cultura atualmente.

Partindo da idéia de colaborativadade, a organização do festival propõe que os artistas sejam responsáveis pela produção das suas proprias apresentações, com o auxilio de uma equipe de produção, formada também por outros artistas participantes. Com isso pretende-se proporcinar autonomia ao artista sobre todo o processo de apresentação do seu trabalho, desde a produção, mostra ao público e pós-produção.